terça-feira, outubro 11, 2005

Surto

Será escondido eu estava que ninguém me acha. Traduzo palavras, Listen! No silêncio esse verbo não se encaixa. Tic Tac! Tic Tac! Bem melhor assim, o meu tempo se espassa. Escassa hora de lazer. Escrever, para não morrer. Rimar, para não chorar. Misturariei letras palavrizadas, entonizadas em tom maior, dó menor. Sossegalejo em me encontrar de novo atrás dessas danadas. Agora que ninguém me acha, me acharei atrás de celas psiquiátricas. Esquizofrenizando, o nada.

Um comentário:

Anônimo disse...

Eh,falando sem temer...nao esquenta, alguem pode te entender.