quinta-feira, maio 28, 2009

I miss that girl that once i met
she did not smoke weed
only cigarette

quinta-feira, setembro 04, 2008

Ao Crepusculo

Não...
Depois de te amar eu não posso amar mais ninguém.
De que me importa se as ruas estão cheias de homens esbanjando beleza e promessas ao alcance das mãos;
Se tu já não me queres, é funda e sem remédio a minha solidão.
Era tão fácil ser feliz quando estavas comigo.
Quantas vezes sem motivo nenhum, ouvi teu riso, rindo feliz, como um guizo em tua boca.
E a todo momento, mesmo sem te beijar, eu estava te beijando...
Com as mãos, com os olhos, com o pensamento, numa ansiedade louca.
Nosso olhos, ah meu deus, os nossos olhos...
Eram os meus nos teus e os teus nos meus como olhos que dizem adeus.
Não era adeus no entanto, o que estava vivendo nos meus olhos e nos teus,
Era êxtase, ternura, infinito langor.
Era uma estranha, uma esquisita mistura de ternura com ternura, em um mesmo olhar de amor.
Ainda ontem, cada instante uma nova espera,
Deslumbramento, alegria exuberante e sem limite.
E de repente... de repente eu me sinto como um velho muro.
Cheio de eras, embora a luz do sol num delírio palpite.
Não, depois de te amar assim,
Como um deus, como um louco,
nada me bastará e se tudo tão pouco,
Eu deveria morrer.

Pablo Neruda

quarta-feira, dezembro 05, 2007

Menino Tolo

Menino tolo;
Dedicando versos e poemas pra essa mulher.
Não percebe que ela só quer brincar com seu coração?
Desperdice seu tempo como quiser;
Ao fim de sua ilusão;
Ligue pra mim;
Pra dizer que não foi tão ruim.

domingo, novembro 04, 2007

A lenda do Eclipse

Houve um tempo em que o Sol e a Lua passavam o tempo todo juntos, namorando. O Sol, mais ativo, passava o dia com sua amada fosse em um piquenique num campo florido, fosse andando a cavalo ou se banhando em uma cachoeira. A lua era mais calma, e com ela o Sol passava noites e mais noites, fosse se aquecendo em frente à uma lareira ou simplesmente contemplando o semblante de sua amada enquanto dormiam abraçados.
Esse casal apaixonado, outrora cegos ao mundo que os cercava, perceberam depois de muitos anos que não havia mais dia nem noite. Que cada um precisaria seguir o seu caminho. E assim, depois de muito choro e ponderação, eles decidiram acabar o namoro. O Sol se incubiu de clarear o dia e a Lua de escurecer a noite. E ficaram distantes um do outro lá no céu. Separados por doze horas. Mas a paixão não deixou de existir, e algumas vezes eles relembram esse amor em segredo.
Portanto da próxima vez que você vir um eclipse, saiba que o maior amor do mundo não vai se acabar.

sexta-feira, setembro 07, 2007

Everyday love

Every morning i dream when i wake up
and realize that you are on my life
so many places i've been seeking for you love
and you were here, right by my side
Tomorrow will be a better day
Because i'll love you more than today

domingo, agosto 26, 2007

Sobre Flores e Amor

Menina linda que tem medo de amar;
me dá uma chance de te provar.
Que existem flores no jardim de Alá.
Que nasceram novamente,
assim como eu quando te vi.
Flores têm o cheiro do amor,
para mim todas elas têm o seu cheiro agora.

quinta-feira, julho 12, 2007

Quando se está só, mas bem só mesmo
Ouve-se todos os sons do mundo
depois que se passa o dia
ouve-se mais do que todo mundo